• Imagem de cabeçalho do colegiado de letras

EMENTA DOS COMPONENTES (CURRÍCULO NOVO)

DLA093 Introdução aos Estudos da Linguagem TP 45
A ciência da linguagem: fundamentos, perspectiva e aplicabilidades.
BIBLIOGRAFIA:
CHALUB, Samira. Funções da linguagem. São Paulo: Ática, 1987.
FROMKIN V & RODMAN R Introdução à linguagem. Coimbra, Livraria Almedina, 1993.
GNERRE, M. Linguagem, escrita e poder. São Paulo: Martins Fontes, 1987.
RAJAGOPALAN, Kanavillil. Por uma linguística crítica: Linguagem, identidade e a questão ética. São Paulo: Parábola Editorial, 2003.
ORLANDI, Eni Puccinelli. Língua e conhecimento linguístico: Para uma história das ideias no Brasil. São Paulo: Cortez, 2013.
HANKS, William F. Língua como prática social: Das relações entre língua, cultura e sociedade a partir de Bourdieu e Bakhtin. São Paulo: Cortez, 2008.
DLA092 Laboratório para Aprendizagem de Língua Espanhola I TP 60
Formação do usuário básico da Língua Espanhola. Desenvolvimento da competência comunicativa em nível A1 com atenção às competências discursiva, pragmática, linguística, sociolinguística, intercultural, estratégica e afetiva, levando em consideração aspectos do Marco Comum Europeu de Referência para as línguas estrangeiras e as especificidades do contexto brasileiro de ensino-aprendizagem de línguas. Expressão e interação orais e escritas, compreensão de discursos orais e escritos, em movimento e imagéticos. Discussões sobre a Língua Espanhola e a língua portuguesa, suas origens e relações com o mundo. Estratégias de aprendizagem de língua estrangeira.
BIBLIOGRAFIA:
GARCIA CARBONELL, Roberto. Aprender a Aprender. Madrid: EDAF, 2006.
MORENO FERNANDEZ, Francisco. Lengua española en su geografía. Madrid: Arcos/Libros, 2009.
OLIVEIRA, G. M. de. O lugar das línguas: A América do Sul e os mercados linguísticos na Nova Economia. In: Synergies Brésil, nº spécial 1, pp. 21-30, 2010. Disponível em: <http://gerflint.fr/Base/BresilSPECIAL1/gilvan.pdf.> Acesso 20 novembro de 2016.
PENADÉS MARTÍNEZ, Inmaculada; MARTÍ SÁNCHEZ, Manuel; RUIZ MARTINEZ, Ana Maria. Gramática española por niveles. Madrid: Edinumen, 2008.
VILLA, A. Y POBLETE, M. (Dir.). Aprendizaje basado en competencias: una propuesta para la evaluación de las competencias genéricas. Bilbao: Universidad de Deusto, 2010.  
DLA098 Laboratório para Aprendizagem de Língua Espanhola II TP 60
Formação do usuário básico da Língua Espanhola. Desenvolvimento da competência comunicativa em nível A2.1 com atenção às competências discursiva, pragmática, linguística, sociolinguística, intercultural, estratégica e afetiva, levando em consideração aspectos do Marco Comum Europeu de Referência para as línguas estrangeiras e as especificidades do contexto brasileiro de ensino-aprendizagem de línguas. Expressão e interação orais e escritas, compreensão de discursos orais e escritos, em movimento e imagéticos. Estratégias de aprendizagem de língua estrangeira.
BIBLIOGRAFIA:
GARCIA CARBONELL, Roberto. Aprender a aprender. Madrid: EDAF, 2006.
ALEZA IZQUIERDO, M.; ENGUITA UTRILLA, J. M. (coords.). La lengua española en América: norma y uso actuales. Universitat de València, 2010.
ANDIÓN HERRERO, M. A. Variedades del español de América: una lengua y diecinueve países. Madrid: Espasa-Calpe, 2004.
BOSQUE, I.; DEMONTE, V. Gramática descriptiva de la lengua española. Madrid: Espasa Calpe, 1999.
GUTIÉRREZ ARAUS, M. L. Problemas fundamentales de la gramática del español como 2/L. Madrid: Arco Libros, 2004.
PEREZ CABELLO, Ana Maria. Enseñar y aprender a comunicarse en una segunda lengua. Barcelona: HORSORI, 2011.
DLA103 Laboratório para Aprendizagem de Língua Espanhola III TP 60
Formação do usuário básico da Língua Espanhola. Desenvolvimento da competência comunicativa em nível A2.2 com atenção às competências discursiva, pragmática, linguística, sociolinguística, intercultural, estratégica e afetiva, levando em consideração aspectos do Marco Comum Europeu de Referência para as línguas estrangeiras e as especificidades do contexto brasileiro de ensino-aprendizagem de línguas. Expressão e interação orais e escritas, compreensão de discursos orais e escritos, em movimento e imagéticos. Construção da autonomia na aquisição/aprendizagem do espanhol; como aprender espanhol através da multiinteração entre sujeitos ensinantes-aprendentes, material, redes sociais, internet e sociedade; gestão e tratamento das informações da Internet para ampliar a aprendizagem do espanhol.
BIBLIOGRAFIA:
BOSQUE, I.; DEMONTE, V. Gramática descriptiva de la lengua española. Madrid: Espasa Calpe, 1999.
GUTIÉRREZ ARAUS, M. L. Problemas fundamentales de la gramática del español como 2/L. Madrid: Arco Libros, 2004.
PENADÉS MARTÍNEZ, I.; MARTÍ SÁNCHEZ, M. La Gramática española básica. Aprender y utilizar. Madrid: Edinumen, 2010.
PENADÉS MARTÍNEZ, I.; MARTÍ SÁNCHEZ, M.; RUIZ MARTINEZ, A. M. Gramática española por niveles. Madrid: Edinumen, 2008.
GALEANO, Eduardo. Las venas abiertas de América Latina. 74. ed. Argentina: Siglo XXI, 2004.      
DLA107 Laboratório para Aprendizagem de Língua Espanhola IV TP 60
Formação do usuário independente, da Língua Espanhola. Desenvolvimento da competência comunicativa em nível B1.1 com atenção às competências discursiva, pragmática, linguística, sociolinguística, intercultural, estratégica e afetiva, levando em consideração aspectos do Marco Comum Europeu de Referência para as línguas estrangeiras e as especificidades do contexto brasileiro de ensino-aprendizagem de línguas. Expressão e interação orais e escritas, compreensão de discursos orais e escritos, em movimento e imagéticos. Aprender para transgredir, reflexão e discussão de temas como diversidades sociais, culturais, sociais, ético-raciais, entre outros.
BIBLIOGRAFIA:
BARTOLOMÉ, M. A. La diversidad de las diversidades. Reflexiones sobre el pluralismo cultural en América Latina. Cuadernos de Antropología Social, Nº 28, p. 33–49, 2008 < http://www.scielo.org.ar/pdf/cas/n28/n28a02.pdf.>.
BOSQUE, I.; DEMONTE, V. Gramática descriptiva de la lengua española. Madrid: Espasa Calpe, 1999.
BARALO, M.; GENÍS, M.; SANTANA, Maria E.: Vocabulario, Medio B1. Madrid: Anaya, 2009.
GONZÁLEZ, A.; ROMERO,C. Español un uso, Ejercicios de gramática: forma y uso, B1. Madrid: Edelsa, 2008.
GUTIÉRREZ ARAUS, M. L. Problemas fundamentales de la gramática del español como 2/L. Madrid: Arco Libros, 2004.  
DLA110 Laboratório para Aprendizagem de Língua Espanhola V TP 45
Formação do usuário independente, da Língua Espanhola. Desenvolvimento da competência comunicativa em nível B1.2 com atenção às competências discursiva, pragmática, linguística, sociolinguística, intercultural, estratégica e afetiva, levando em consideração aspectos do Marco Comum Europeu de Referência para as línguas estrangeiras e as especificidades do contexto brasileiro de ensino-aprendizagem de línguas. Expressão e interação orais e escritas, compreensão de discursos orais e escritos, em movimento e imagéticos. Aprender para transgredir: reflexão e discussão de temas como gênero e sexualidade.
BIBLIOGRAFIA:
BOSQUE, I.; DEMONTE, V. Gramática descriptiva de la lengua española. Madrid: Espasa Calpe, 1999.
GUTIÉRREZ ARAUS, M. L. Problemas fundamentales de la gramática del español como 2/L. Madrid: Arco Libros, 2004.
MARTÍ SÁNCHEZ, M. Construcción e interpretación de discursos y Enunciados: los marcadores. Madrid, Edinumen, 2003.
PENADÉS MARTÍNEZ, I.; MARTÍ SÁNCHEZ, M.; RUIZ MARTINEZ, A. M. Gramática española por niveles. Madrid: Edinumen, 2008.
RUIZ GURILLO, L. Las locuciones en español. Madrid: Arco/libros, 2001.
DLA119 Laboratório para Aprendizagem de Língua Espanhola VI TP 45
Formação do usuário independente, da Língua Espanhola. Desenvolvimento da competência comunicativa em nível B2.1 com atenção às competências discursiva, pragmática, linguística, sociolinguística, intercultural, estratégica e afetiva, levando em consideração aspectos do Marco Comum Europeu de Referência para as línguas estrangeiras e as especificidades do contexto brasileiro de ensino-aprendizagem de línguas. Expressão e interação orais e escritas, compreensão de discursos orais e escritos, em movimento e imagético. A comunicação não-verbal. Reflexão e discussão de temas como sujeito, identidade, cultura, ideologias e relações de poder.
BIBLIOGRAFIA:
MARTÍ SÁNCHEZ, M. Construcción e interpretación de discursos y Enunciados: los marcadores. Madrid, Edinumen, 2003.
MERCADO MALDONADO, Asael; HERNANDEZ OLIVA, Alejandrina V. El proceso de construcción de la identidad colectiva. Convergencia, Toluca, v. 17, n. 53, p. 229-251, 2010.
MARTÍ SÁNCHEZ, M. Construcción e interpretación de discursos y Enunciados: los marcadores. Madrid, Edinumen, 2003.
PENADÉS MARTÍNEZ, I.; MARTÍ SÁNCHEZ, M.; RUIZ MARTINEZ, A. M. Gramática española por niveles. Madrid: Edinumen, 2008.
RUIZ GURILLO, L. Las locuciones en español. Madrid: Arco/libros, 2001.  
DLA124 Laboratório para Aprendizagem de Língua Espanhola VII TP 45
Formação do usuário independente, da Língua Espanhola. Desenvolvimento da competência comunicativa em nível B2.2 com atenção às competências discursiva, pragmática, linguística, sociolinguística, intercultural, estratégica e afetiva, levando em consideração aspectos do Marco Comum Europeu de Referência para as línguas estrangeiras e as especificidades do contexto brasileiro de ensino-aprendizagem de línguas. Expressão e interação orais e escritas, compreensão de discursos orais   e escritos, em movimento e imagéticos. A comunicação não-verbal. Reflexão e discussão sobre temas como Artes no mundo hispânico.
BIBLIOGRAFIA:
BOSQUE, I.; DEMONTE, V. Gramática descriptiva de la lengua española. Madrid: Espasa Calpe, 1999.
DAVIS, Flora. La comunicación no verbal. < https://comunicacionenlaunsj.files.wordpress.com/2011/09/la-comunicacic3b3n-no-verbal.pdf>
INSTITUTO CERVANTES: Plan Curricular del Instituto Cervantes. Niveles de referencia para el español. Madrid Biblioteca Nueva, 2006.
MARTÍ SÁNCHEZ, M. Construcción e interpretación de discursos y Enunciados: los marcadores. Madrid, Edinumen, 2003.
PENADÉS MARTÍNEZ, I.; MARTÍ SÁNCHEZ, M. La Gramática española básica. Aprender y utilizar. Madrid: Edinumen, 2010.  
DLA128 Laboratório para Aprendizagem de Língua Espanhola VIII TP 45
Formação do usuário competente da Língua Espanhola. Desenvolvimento da competência comunicativa em nível C1.1 com atenção às competências discursiva, pragmática, linguística, sociolinguística, intercultural, estratégica e afetiva, levando em consideração aspectos do Marco Comum Europeu de Referência para as línguas estrangeiras e as especificidades do contexto brasileiro de ensino-aprendizagem de línguas. Expressão e interação orais e escritas, compreensão de discursos orais e escritos, em movimento e imagéticos. A comunicação não-verbal. Reflexão e discussão sobre temas como literatura e competência literária e ensino-aprendizagem de línguas.
BIBLIOGRAFIA:
BOSQUE, I.; DEMONTE, V. Gramática descriptiva de la lengua española. Madrid: Espasa Calpe, 1999.
CORTÉS ROGRÍGUEZ, L.; CAMACHO, Maria M. Unidades de segmentación y marcadores del discurso. Madrid: Arco/Libros, 2005.
PENADÉS MARTÍNEZ, I.; MARTÍ SÁNCHEZ, M. La Gramática española básica. Aprender y utilizar. Madrid: Edinumen, 2010.
PENADÉS MARTÍNEZ, I.; MARTÍ SÁNCHEZ, M.; RUIZ MARTINEZ, A. M.. Gramática española por niveles. Madrid: Edinumen, 2008.  
DLA133 Laboratório para Aprendizagem de Língua Espanhola IX TP 45
Formação do usuário competente da Língua Espanhola. Desenvolvimento da competência comunicativa em nível C1.2 com atenção às competências discursiva, pragmática, linguística, sociolinguística, intercultural, estratégica e afetiva, levando em consideração aspectos do Marco Comum Europeu de Referência para as línguas estrangeiras e as especificidades do contexto brasileiro de ensino-aprendizagem de línguas. Expressão e interação orais e escritas, compreensão de discursos orais e escritos, discursos em movimento e imagéticos. A comunicação não-verbal. Reflexão e discussões em Língua Espanhola sobre políticas linguísticas e o ensino do espanhol no Brasil.
BIBLIOGRAFIA:
BOSQUE, I.; DEMONTE, V. Gramática descriptiva de la lengua española. Madrid: Espasa Calpe, 1999.
DEL VALLE, José; VILLA, Laura. Lenguas, Naciones y Multinacionales: Las Políticas de Promoción del Español En Brasil, <http://www.abralin.org/revista/RV4N1_2/RV4N1_2_art7.pdf>.
GUTIÉRREZ ARAUS, M. L. Problemas fundamentales de la gramática del español como 2/L. Madrid: Arco Libros, 2004.
MARTÍ SÁNCHEZ, M. Construcción e interpretación de discursos y Enunciados: los marcadores. Madrid, Edinumen, 2003.
PENADÉS MARTÍNEZ, I.; MARTÍ SÁNCHEZ, M. La Gramática española básica. Aprender y utilizar. Madrid: Edinumen, 2010.  
DLA095 Morfossintaxe do Latim I TP 60
Introdução ao estudo morfossintático da língua latina, com ênfase na declinação e na conjugação verbal. Elementos de Latim Vulgar.
BIBLIOGRAFIA:
ALMEIDA, N. M. de. Gramática Latina. São Paulo: Saraiva, 1983.
CARDOSO, Z. de A. A Literatura Latina. São Paulo: Martins Fontes, 2003.
GARCIA, J. M. Introdução à teoria e prática do latim. Brasília: UNB, 2000.
REZENDE, A. M. Latina essentia. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 1996.
AMARANTE, José. Latinitas: leitura de textos em língua latina. Fábulas mitológicas e esópicas, epigramas, epístolas. Salvador: Edufba, 2015.
DLA097 Introdução aos Estudos Literários TP 45
A linguagem literária. Abordagem crítica dos gêneros literários. Análise e interpretação de textos em diferentes gêneros e sua aplicação no ensino da literatura.
BIBLIOGRAFIA:
AUERBACH, Erich. Mimesis: a representação da realidade na literatura universal. 2. ed.; São Paulo: Perspectiva, 1987.
BOSI, Alfredo. Reflexões sobre a arte. São Paulo: Ática, 1985.
CALVINO, Italo. Seis propostas para o próximo milênio: lições americanas. 3. ed São Paulo: Companhia das Letras, 2009.
COMPAGNON, Antoine. O demônio da teoria: literatura e senso comum. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2003.
EAGLETON, Terry. Teoria da literatura: uma introdução. 6. ed. São Paulo, SP: Martins Fontes, 2006. FISCHER, Ernst. A necessidade da arte. Trad. de Leandro Konder. 9. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1983. LIMA, Luiz Costa (Org.). Teoria da literatura em suas fontes. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1975I.
OLINTO, Heidrun Krieger (Org.). Histórias de literatura: as novas teorias alemãs. SP: Ática, 1996.
LLOVET MARTÍ, Jordi. Teoría literaria y literatura comparada. Barcelona: Ariel, 2005.
DLA116 Linguística Aplicada TP 45
Fundamentos da Linguística Aplicada. Processos formativos de professores e aprendizes de línguas.
BIBLIOGRAFIA:
BARTELS, N. Applied Linguistics and Language Teacher Education, New York, Springer, 2005.
GONZÁLEZ NIETO, L. Teoría lingüística y enseñanza de la lengua (Lingüística para profesores). Madrid: Cátedra, 2001.
RAJAGOPALAN, K. Por uma linguística crítica: linguagem, identidade e questão ética. São Paulo: Parábola Editorial, 2003.
PEREIRA, Regina Celi; ROCA, Pilar Roca. (Orgs.). Linguística aplicada: um caminho com diferentes acessos. São Paulo: Contexto, 2009.
MOITA LOPES, L. P. da. Por uma linguística aplicada Indisciplinar. São Paulo: Parábola, 2006.
MOITA LOPES, L. P. da. Linguística Aplicada na Modernidade Recente. Festschrift para Antonieta Celani. São Paulo: Parábola, 2013.
DLA100 Estudos Filológicos TP 45
Estudos em filologia: fundamentos, área de atuação e aplicabilidade. Transposição didática dos conteúdos estudados, para o ensino de língua e literatura, na educação básica.
BIBLIOGRAFIA:
AUERBACH, E. Introdução aos estudos literários. São Paulo: Cultrix, 1972.
ELIA, Silvio. Preparação a Linguística Românica. Rio de Janeiro: Livro Técnico, 1974.
ILARI, Rodolfo. Linguística Românica. São Paulo: Ática, 1992.
LAUSBERG, H. Linguística Românica. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1981.
VIDOS, B. E. Manual de Linguística românica. Madrid: Gredos, 1968.
SANTOS, Rosa Borges dos. A Filologia e seu objeto – diferentes perspectivas de estudo. In: Revista Philologus, n. 9. Rio de Janeiro: CiFEFiL, maio/ago. 2003.
DLA101 Fonética e Fonologia da Língua Espanhola TP 45
Conceitos básicos da fonética e da fonologia. Aspectos fonológicos da Língua Espanhola. Os fonemas do espanhol, diferenças entre os fonemas espanhóis e portugueses; os sistemas vocálicos e consonantais do espanhol e do português. Acentuação tônica do espanhol. Relação entre ortografia e pronúncia no espanhol. IPA e outros sistemas de representação fonológica. Os padrões rítmicos e entonacionais da Língua Espanhola. Aplicação dos conhecimentos fonéticos fonológicos para o ensino de Língua espanhola.
BIBLIOGRAFIA:
HIDALGO NAVARRO, Antonio, y QUILIS MERÍN, Mercedes. Fonética y fonología españolas. Valencia: Tirant lo Blanch, 2004.
MARTÍNEZ CELDRÁN, Eugenio. Fonética con especial referencia a la lengua castellana. Barcelona: Teide, 1994. NAVARRO, Tomás. Manual de pronunciación española. Madrid: Arco Libros, 2009.
QUILIS, Antonio. Tratado de fonología y fonética españolas. Madrid: Arco Libros, 2009.
QUILIS, Antonio. Fonética acústica de la lengua española. Madrid: Gredos, 1981.  
DLA096 Fonética e Fonologia da Língua Portuguesa TP 60
Fonética articulatória. As noções de som, fone e fonema. Transcrições fonética e fonológica. Processos fonológicos e dialetológicos do português. Teorias e métodos de análise fonológica. Sistema vocálico e consonântico da Língua Portuguesa. Aquisição da fala e da escrita e sua relação com a fonologia. Reflexões pedagógicas sobre as contribuições da Fonética e da Fonologia para o ensino da Língua Portuguesa.
BIBLIOGRAFIA:
CAVALIERE, R. Pontos essenciais em fonética e fonologia. Rio de Janeiro: Lucerna, 2005.
FIORIN, J.L. (Org.) Introdução à linguística II: princípios de análise. São Paulo: Contexto, 2003.
MATTOSO, Camara Jr. J. Estrutura da língua portuguesa. 22. ed. Petrópolis: Vozes, 1994.
SILVA, T.C. Fonética e fonologia do português. São Paulo: Contexto, 2005.
BISOL, Leda (Org.). Introdução a estudos de fonologia do português brasileiro. 3. ed. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2001.
MOTTA MAIA, Eleonora. No reino da fala: a linguagem e seus sons. 3. ed. São Paulo: Ática, 1986.
SILVA, Miriam Barbosa da. Leitura, ortografia e fonologia. São Paulo: Ática, 1981.      
DLA102 Morfologia e Sintaxe da Língua Portuguesa TP 60
Morfologia: conceito, objeto e interfaces. Princípios básicos de análise mórfica. A palavra: conceituação e estrutura. Tipos de morfemas na estrutura de verbos e nomes. Mecanismos flexionais. Processos de formação de palavras e sua produtividade. Classes de palavras. Sintaxe: Estudo das teorias sintáticas com base na análise de fenômenos linguísticos do português. Aplicação dos conhecimentos de morfologia e sintaxe no ensino de Língua portuguesa.
BIBLIOGRAFIA:
AZEREDO, José Carlos de. Gramática Houaiss da língua portuguesa. 2 ed. São Paulo: Publifolha, 2008.
CAMARA JR. Estrutura da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Vozes, 2003.
MONTEIRO, José Lemos. Morfologia portuguesa. 4 ed. revista e ampliada. Campinas: Pontes, 2002.
PERINI, Mário A. Gramática descritiva do português. São Paulo: Ática, 1995.
ZANOTTO, Normélio. Estrutura mórfica da língua portuguesa. 5 ed. Rio de Janeiro: Lucerna; Caxias do Sul: Educs, 2006.  
DLA099 Teoria e crítica da literatura e da cultura TP 45
As teorias que subsidiam o estudo do texto literário. Teoria da lírica e teoria da narrativa.
BIBLIOGRAFIA:
BLANCHOT, Maurice. O espaço literário. Trad. Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Rocco, 1987.
CANDIDO, Antonio. A personagem de ficção. São Paulo: Perspectiva, 1974.
CORTÁZAR, Julio. Valise de cronópio. Trad. Davi Arrigucci Jr., João Alexandre Barbosa; 2. ed. São Paulo: Perspectiva, 1993.
ECO, Umberto. Seis passeios pelo bosque da ficção. Trad. Hildegard Feist. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.
MOISÉS, Massaud. Dicionário de termos literários. 4. ed. São Paulo: Cultrix, 1985.
PIGLIA, Ricardo. Formas breves. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.
TODOROV, Tzvetan. A literatura em perigo. Tradução de Caio Meira. Rio de Janeiro: DIFEL, 2009.  
DLA Morfologia e Sintaxe da Língua Espanhola TP 45
Morfologia: conceito, objeto, classificação e interfaces. Princípios básicos de análise morfológica. A palavra: conceitos e estrutura. Tipos de morfemas na estrutura de verbos e nomes. Mecanismos flexionais. Processos de formação de palavras e sua produtividade. Classes de palavras. Sintaxe: Estudo das teorias sintáticas com base na análise de fenômenos linguísticos do espanhol. Descrição da estrutura da oração e do sintagma. As funções sintáticas das diferentes classes gramaticais. Aplicação dos conhecimentos de morfologia e sintaxe no ensino de Língua portuguesa.
BIBLIOGRAFIA: GÓMEZ TORREGO, Leonardo: Análisis morfológico. Teoría y práctica. Madrid, SM, 2007. GÓMEZ TORREGO, Leonardo: Análisis sintáctico. Teoría y práctica. Madrid, SM, 2007. GUTIÉRREZ ARAUS, M.L. Estructuras sintácticas del español actual, SGEL, Madrid, 1985. ALMELA, R. Procedimientos de formación de palabras en español. Barcelona: Ariel, 1999. MARTÍNEZ, J.-A. La oración compuesta y compleja. 3. ed., Madrid: Arco/Libros, 2000. BOSQUE, I. Las categorías gramaticales. Relaciones y diferencias. Madrid: Síntesis, 1999.
DLA105 Literatura Portuguesa I: Lírica TP 45
A Lírica Portuguesa com foco em eixos temáticos que permitam problematizar as questões do lirismo na literatura portuguesa. Aplicação dos estudos da lírica portuguesa no ensino de literatura, na educação básica.
BIBLIOGRAFIA:
CAMÕES, L.V. Os Lusíadas.  Obra completa. Rio de Janeiro, Aguilar, 1988.
MONGELLI, L.M.M., MALEVAL, M. A. T. e VIEIRA, I. F. Vozes do trovadorismo galego-português. Cotia: Íbis, 1995.
PERRONE MOISÉS, L. Fernando Pessoa, Aquém Do Eu, Além do outro. São Paulo: Martins Fontes, 1982.
PESSOA, Fernando. Obra poética. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1986.
VERDE, Cesário. O livro de Cesário Verde. Rio de Janeiro: Aguilar, 1976.
DLA106 Literatura Brasileira I: Lírica TP 45
A Lírica Brasileira com foco em eixos temáticos que permitam problematizar as questões do lirismo na literatura brasileira. Aplicação dos estudos da lírica brasileira no ensino de literatura, na educação básica.
BIBLIOGRAFIA:
BOSI, Alfredo. (Org.). Leitura de poesia. São Paulo: Ática, 1996.
BOSI, Alfredo. O ser e o tempo na poesia. São Paulo: Cultrix, 1983.
FRIEDRICH, H. Estrutura da lírica moderna. Trad. Marisa Curioni. São Paulo: Duas Cidades, 1978.
HAMBURGGER, K. A lógica da criação literária. Trad. Margot P. Malnic. São Paulo: Perspectiva, 1975.
STAIGER, E. Conceitos fundamentais da poética. Trad. Celeste Ainda Galeão. Rio de Janeiro: tempo Brasileiro, 1969.
COSSON, Rildo. Letramento literário, da teoria e prática. 4. ed. São Paulo: Contexto, 2014.
ANDRADE, Carlos Drummond de. Poesia e prosa. Rio de janeiro: Nova Aguilar, 1998.
BANDEIRA, Manuel. Obra completa. Rio de Janeiro: 1986.
BARROS, Manoel de. O livro das ignorãças. Rio de janeiro: Civilização Brasileira, 1993.
DLA108 Literatura Espanhola I: Das origens até o Século de Ouro Espanhol TP 45
Estudo das manifestações literárias mais relevantes, na Espanha, das origens ao Siglo de Oro, com ênfase na obra de Miguel de Cervantes Saavedra. Transposição didática dos conteúdos estudados, para o ensino de língua espanhola, na educação básica.
BIBLIOGRAFIA:
CERVANTES, Miguel de. Don Quijote de la Mancha. V. 2 e 3. Madrid: Cátedra, 2005.
SÁNCHEZ-ALBORNOZ, Claudio. España, un enigma histórico. 2. ed.Barcelona: Edhasa, 2001.
ASIAN PEÑA, José. Manual da Historia de España. Barcelona, Bosch, 1974.
CORREA, Pedro. Historia de la Literatura Española. Madrid, Edelsa, 1988.
PEDRAZA JIMÉNEZ, Felipe B. La Literatura Española em los textos: de la Edad Media al Siglo XIX. São Paulo: Nerman; Brasília: Consejería de Educación de la Embajada de España, 1991.    
DLA113 Literatura Hispano-Americana I: Das origens ao século XVIII TP 45
A arte verbal dos povos originários, sua transposição para escrita alfabética em Língua Espanhola e suas ressonâncias na literatura hispano-americana. A literatura de viagem produzida pelos conquistadores. Estudo de textos, autores e temas relevantes da produção literária do período colonial hispano-americano. Transposição didática dos conteúdos estudados, para o ensino de língua espanhola, na educação básica.
BIBLIOGRAFIA:
OVIEDO. José Miguel Oviedo. Historia de la literatura hispanoamericana, de los orígenes a la Emancipación. Madrid: Alianza Editorial, 1995.
JOZEF, Bella. Historia da literatura hispano-americana. Petrópolis: Vozes, 1998.
FERNANDEZ, T. Literatura Hispanoamericana: sociedad y cultura. Madrid: Akal, 1998.
INCA GARCILASO DE LA VEGA. Comentarios Reales, Caracas: Biblioteca Ayacucho, 1985.
POPOL-VUH. Las antiguas historias del Quiché. Versión Adrián Recinos. Cd. México: Fondo de Cultura Económica. 1996.
SOR JUANA INÉS DE LA CRUZ. Poesía lírica. ed. de José Carlos González Boixo, Madrid, Cátedra, 2000.
MADRIGAL, Luis Iñigo. Historia de la Literatura Hispano-Americana. Madrid: Cátedra, 1982.
DLA111 História da Língua Espanhola TP 45
Estudo da formação sócio-histórica e linguística da Língua Espanhola, sua evolução e diferenciação na Europa e na América. Variação e Mudança. Transposição didática dos conteúdos estudados, para o ensino de língua espanhola, na educação básica.
BIBLIOGRAFIA:
LAPESA, Rafael. Historia de la lengua española. Madrid: Gredos, 1980.
PENNY, Ralph. Gramática histórica del español Barcelona: Ariel, 2006.
TORRENS ÁLVAREZ, Mária Jesús. Evolución e historia de la lengua española. Madrid: Arco/Libros, 2007.
CANO, Rafael (coord.). Historia de la lengua española. Barcelona: Ariel, 2004.
FRAGO GARCIA, Juan Antonio. El espanhol de América. Cádiz: SPU, 2003.
SÁNCHEZ MÉNDEZ, Juan. Historia de la lengua española en América. Valencia: Tirant lo Blanch, 2003.
DLA115 Semântica e Pragmática TP 45
Estudo dos conceitos básicos para a compreensão da Semântica e da Pragmática. Semântica lexical, semântica proposicional, teoria dos protótipos, a linguagem figurada. Pragmática Linguística: enunciado e enunciação, significado e intenção comunicativa, atos de fala, teoria da relevância, sociopragmática. Problemas de semântica e pragmática. Aplicação dos conhecimentos da semântica e da pragmática no ensino de Línguas.
BIBLIOGRAFIA:
COSERIU, Eugenio. Principios de semántica estructural. Madrid: Gredos, 1981.
KSPINAL, M. T. (Coord.). Semántica. Madrid: Akal/Linngüística, 2014.
LYONS, J. Semántica. Barcelona: Teide, 1980.
REYES, G.: El abecé de la pragmática, Madrid: Arco/Libros, 1996.
LEVINSON, S.. Pragmática: Barcelona: Teide, 1983.
VERSCHUEREN, J. Para entender la Pragmática. Madrid: Gredos, 2002.
DLA112 Literatura Brasileira II: Narrativa TP 45
Estudo da literatura brasileira com ênfase em temas e estéticas que possam problematizar os principais aspectos da narrativa na literatura brasileira. Aplicação dos estudos da narrativa brasileira no ensino de literatura, na educação básica.
BIBLIOGRAFIA:
BARTHES, R et al. Análise estrutural da narrativa. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 1986.
ECO, U. Seis passeios pelo bosque da ficção. Trad. Hildegard Feist São Paulo: Companhia das Letras, 1994.
LIMA, L. C. Teoria da literatura em suas fontes. v. II, Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002.
COUTINHO, A. (Org.). A literatura no Brasil. Rio de Janeiro: Sul América, 1972.
HOHLFELDT, A. O conto brasileiro contemporâneo. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1981.
ZILBERMAN, R. A leitura e o ensino de literatura. São Paulo: Contexto, 1991.
DLA114 Literatura Espanhola II: Posterior ao Século de Ouro até a Guerra Civil Espanhola TP 45
Estudo das manifestações literárias mais relevantes, na Espanha, posterior ao Siglo de Oro até a Guerra Civil Espanhola (1936-1939), com ênfase na obra de Federico García Lorca. Transposição didática dos conteúdos estudados, para o ensino de língua espanhola, na educação básica.
BIBLIOGRAFIA:
BÉCQUER, Gustavo Adolfo. Rimas. Madrid: Cátedra, 2013.
CERNUDA, Luis. Poesía completa. Madrid: Siruela, 2005.
GARCÍA LORCA, Federico. Romancero gitano. Con dibujos del propio autor. Madrid: Alianza Editorial, 2001.
GARCÍA LORCA, Federico. Bodas de sangre. Madrid: Cátedra, 2001.
GÓMEZ DE LA SERNA, Ramón. Greguerías. Madrid: Cátedra, 2011.  
DLA122 Literatura Hispano-Americana II: Século XIX TP 45
Estudo de textos, autores e temas relevantes da produção literária produzida em Língua Espanhola, na Hispano-América, durante o século XIX. Transposição didática dos conteúdos estudados, para o ensino de língua espanhola, na educação básica.
BIBLIOGRAFIA:
ARROYO, Anita. Narrativa hispanoamericana actual. (América y sus problemas). San Juan: Editorial Universitaria Universidad de Puerto Rico, 1980.
DONOSO, José. Historia personal del “boom". Madrid: Alfaguara, 1999.
FUENTES, Carlos. La nueva novela hispanoamericana. México: Joaquín Mortiz, 1969.
VIDELA, Gloria. Direcciones del vanguardismo hispanoamericano. Pittsburg: Instituto Internacional de Literatura Iberoamericana, 1994.
YURKIEVICH, Saúl. Fundadores de la nueva poesía latinoamericana: Vallejo, Huidobro, Borges, Girondo, Neruda, Paz, Lezama Lima. Barcelona: Edhasa, 2002.
DLA120 História da Língua Portuguesa TP 45
Estudo da formação sócio-histórica e linguística do português, sua evolução e diferenciação na Europa, no Brasil e na África. Transposição didática dos conteúdos estudados, para o ensino de língua portuguesa, na educação básica.
BIBLIOGRAFIA:
AGNO, Marcos. Gramática Pedagógica do Português Brasileiro. São Paulo: Parábola, 2011.
CASTRO, Ivo. et alCurso de história da língua portuguesa. Lisboa: Universidade Aberta, 1991.
CARDOSO, Suzana; MOTA, Jacira Andrade; MATTOS E SILVA, Rosa Virgínia (Org.). Quinhentos anos de história lingüística do Brasil. Salvador: Secretaria da Cultura e Turismo do Estado da Bahia, 2006.
GALVES, Charlotte. Ensaios sobre as gramáticas do português. Campinas: Editora da Unicamp, 2001.
VIEIRA, Silvia Rodrigues; BRANDÃO, Silvia Figueiredo. Ensino de gramática: descrição e uso. São Paulo: Contexto, 2008.  
DLA109 Literatura Portuguesa II: Narrativa TP 45
Estudo da literatura portuguesa com ênfase em temas e estéticas que possam problematizar os principais aspectos da narrativa na literatura portuguesa. Aplicação dos estudos da narrativa portuguesas no ensino de literatura, na educação básica.
BIBLIOGRAFIA:
LAJOLO, M. Literatura: leitores e leitura. São Paulo: Moderna, 2001.
BUENO, Aparecida de Fátima (org.). Literatura Portuguesa – História, Memória e Perspectivas. Alameda Casa Editorial: São Paulo, 2007.
GOMES, Álvaro Cardoso. A Voz Itinerante. EDUSP: São Paulo, 2004.
LOURENÇO, Eduardo.O Canto do Signo-Existência e Literatura. Editorial Presença: Lisboa, 1994.
PERRONE-MOISÉS, Leyla. Inútil poesia. São Paulo: Companhia da Letras, 2000.
SEIXO, Maria Alzira. Lugares da ficção em José Saramago. Imprensa nacional- Casa da Moeda: Lisboa, 1999.
DLA121 Literatura Espanhola III: A partir da Guerra Civil Espanhola até a atualidade TP 45
Estudo das manifestações literárias e seu diálogo com outras artes, na Espanha, a partir da Guerra Civil Espanhola até a atualidade, Transposição didática dos conteúdos estudados, para o ensino de língua espanhola, na educação básica.
BIBLIOGRAFIA:
BUCKLEY, Ramón. Problemas formales en la novela española contemporánca. Barcelona: Ediciones Península, 1973.
CASADO, Pablo Gil. La novela Social Española. (1920-1971). Barcelona: Seix Barral, 1973.
NEUSCHÄFER, Hans Jöros. Adiós a la España. Barcelona: Anthopos, 1994.
VIÑO, Manuel García. Novela española de posguerra. Madrid: Publicaciones española, 1971.
DLA126 Estudos do Discurso TP 45
Panorama dos Estudos do Discurso. Fundamentos de análise de discurso. Ênfase na Análise de Discurso, e/ou Estudos Críticos do Discurso, e/ou Análise da Conversação. Aplicação dos estudos do discurso, no ensino de línguas.
BIBLIOGRAFIA:
FOUCAULT, Michel. A Arqueologia do Saber. Trad. bras. Luiz Felipe Baeta Neves. 7. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2004.
BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: Hucitec, 1979.

ORLANDI, Eni Puccinelli. (Org.). Análise do Discurso: Michel Pêcheux. Campinas: Pontes, 2011.

FIORIN. José Luiz. Elementos de análise do discurso. São Paulo: Contexto, 2001.

MAINGUENEAU, Dominique. Cenas da enunciação. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

DLA134 Literatura Brasileira III: Contemporânea TP 45
Estudo de textos, autores e temas relevantes da produção literária brasileira contemporânea. Aplicação dos estudos da literatura brasileira contemporânea, no ensino de literatura, na educação básica.
BIBLIOGRAFIA:
BHABHA, Homi. O local da cultura. B. Horizonte, UFMG, 1988.
BOSI, Alfredo. Literatura e resistência. São. Paulo, Cia das Letras, 2002.
PELLEGRINI, Tânia. A imagem e a letra: aspectos da ficção brasileira contemporânea. Campinas-SP, Mercado das letras, 1999.
MACHADO, Janete Gaspar. Contrastes ficcionais em romances dos anos 70. Florianópoles, UFSC, 1981.
CANDIDO, Antônio. Literatura e Sociedade: estudos e teoria e história literária. 7 ed., São Paulo: Nacional, 1985.
WERNEK, Maria Helena. O homem encadernado. Rio de Janeiro: DUERJ, 1996.
DLA130 Literatura Portuguesa III: Contemporânea TP 45
Estudo de textos, autores e temas relevantes da produção literária portuguesa contemporânea. Aplicação dos estudos da literatura Portuguesa contemporânea, no ensino de literatura, na educação básica.
BIBLIOGRAFIA:
BUENO, Aparecida de Fátima (Org.). Literatura Portuguesa – História, Memória e Perspectivas. Alameda Casa Editorial: São Paulo, 2007.
GOMES, Álvaro Cardoso. A Voz Itinerante. EDUSP: São Paulo, 2004.
LOURENÇO, Eduardo. O Canto do Signo-Existência e Literatura. Editorial Presença: Lisboa, 1994.
PERRONE-MOISÉS, Leyla. Inútil poesia. São Paulo: Companhia da Letras, 2000.
SEIXO, Maria Alzira. Lugares da ficção em José Saramago. Imprensa nacional- Casa da Moeda: Lisboa, 1999.
DLA125 Literatura Hispano-Americana III: Século XX TP 45
Estudo de textos, autores e temas relevantes da produção literária em Língua Espanhola, na Hispano-América, durante o século XX. Transposição didática dos conteúdos estudados, para o ensino de língua espanhola, na educação básica.
BIBLIOGRAFIA:
BELLA KARACUCHANSKY, Josef. Historia da Literatura Hispano-Americana. 2. ed. Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Livro, 1998.
OVIEDO, José Miguel. Historia de la literatura hispanoamericana. V. 2 e 3. Madrid: Alianza, 1995.
AÍNSA, Fernando. Narrativa hispanoamericana del siglo XX: del espacio vivido al espacio del texto. Zaragoza: Prensas Universitarias de Zaragoza, 2003.
ARROYO, Anita. Narrativa hispanoamericana actual. (América y sus problemas). San Juan: Editorial Universitaria Universidad de Puerto Rico, 1980.
DONOSO, José. Historia personal del “boom". Madrid: Alfaguara, 1999.
FUENTES, Carlos. La nueva novela hispanoamericana. México: Joaquín Mortiz, 1969.
YURKIEVICH, Saúl. Fundadores de la nueva poesía latinoamericana: Vallejo, Huidobro, Borges, Girondo, Neruda, Paz, Lezama Lima. Barcelona: Edhasa, 2002.
DLA129 Literatura Hispano-Americana IV: Contemporânea TP 45
Estudo de textos, autores e temas relevantes da produção literária em Língua Espanhola, na Hispano-América, na contemporaneidade. Transposição didática dos conteúdos estudados, para o ensino de língua espanhola, na educação básica.
BIBLIOGRAFIA:
AMATE B. Juan J. y GALVEZ ACERO, M. Poesía y teatro de Hispanoamérica en el siglo XX. Madrid: Edit. CINCEL, 1989.
FERNANDEZ, Teodosio. La poesía hispanoamericana del siglo XX. Madrid: ORIMU S. A.1991.
PIZARRO, Ana (Org). La literatura latinoamericana como proceso. Buenos Aires: Centro Editor de América Latina, 1985.
BORGES, Jorge Luiz. El oro de los tigres. Buenos Aires: La Nación, 2005.
PAZ, Octavio: Los hijos del Limo. Barcelona,: Seix Barral, 1990.
LET 808 LIBRAS: noções básicas TP 45
A Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS): conceito e parâmetros. Descrição visual e espaço de sinalização linguística e topográfica na Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS). Apresentação de vocabulário básico para o entendimento das estruturas e regularidades na Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS).
BIBLIOGRAFIA:
COUTINHO, Denise. Libras e língua portuguesa: semelhanças e diferenças. João Pessoa: Arpoador, 2000.
TÂNIA A. Libras em contexto. Brasília: MEC/SEESP, 2007.
QUADROS, Ronice Muller de. Língua de sinais brasileira: estudos lingüísticos. Porto Alegre: Artmed, 2004.
SACKS, Oliver W. Vendo vozes: uma viagem ao mundo dos surdos. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.
SKLIAR, Carlos. A surdez: um olhar sobre as diferenças. Porto Alegre: Mediação, 1998.
STRNADOVÁ, Vera. Como é ser surdo. Petrópolis: Babel Editora, 2000.
DLA135 Teorias e Práticas de tradução de textos em Língua Espanhola TP 45
Introdução ao estudo das teorias da tradução. Competência tradutora e desenvolvimento de atividades práticas. Transposição didática dos conteúdos estudados, para o ensino de língua espanhola, na educação básica.
BIBLIOGRAFIA:
ARROJO, Rosemary. Oficina de tradução: a teoria na prática. São Paulo: Ática, 1986.
ARROJO, Rosemary. O signo desconstruido. São Paulo: Pontes, 1992.
AUBERT, Francis Henrik. As (In) Fidelidades da tradução. Servidões e autonomia do tradutor. Campinas: Ed. da Unicamp, 1993.
CAMPOS, G. O que é tradução. São Paulo: Editora brasiliense, 1986.
DERRIDA, J. Torres de Babel. Tradução Junia Barreto. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2002.
DLA094 Letramento Acadêmico TP 45
Letramento acadêmico: leitura e produção de textos científicos. Linguagem e estilo acadêmico. Normas da ABNT. Formatação de Trabalhos Acadêmicos. Elaboração de fichamentos e resumos.
BIBLIOGRAFIA:
MEDEIROS, J. B. Redação científica – a prática de fichamentos, resumos, resenhas. São Paulo: Atlas, 1997.
CARLINO, P. Escribir, leer y aprender en la universidad. Una introducción a la alfabetización académica. El Salvador; Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica de Argentina, 2005.
KLEIMAN, A. Oficina de leitura: teoria e prática. Campinas: Pontes, 1993.
MOTTA-ROTH, Désirée.; HENDGES, Graciela H. Produção textual na universidade. São Paulo: Parábola Editorial, 2010.
PERROTTA, Claudia. Um texto para chamar de seu. São Paulo: Martins Fontes, 2004.  
DLA131 Português como língua estrangeira TP 45
Política linguísticas no âmbito do ensino-aprendizagem de Português como Língua Estrangeiras. Processos formativos de ensino-aprendizagem de PLE.
BIBLIOGRAFIA:
BAGNO, Marcos. Português brasileiro? – Um convite à pesquisa. 2. ed. São Paulo: Parábola, 2001.
CONSELHO DA EUROPA. Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas: aprendizagem, ensino, avaliação. Porto: Edições ASA, 2001.
DIAS, R.; CRISTÓVÃO, V. L. L. (OrgS.). O livro didático de língua estrangeira: múltiplas perspectivas. Campinas: Mercado de Letras, 2009.
MATTOS, A. M. de A.; MACHADO, K. M. Letramento crítico e ensino comunicativo: lacunas e intersecções. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, Belo Horizonte, v. 10, n. 1, p. 135-158, 2010.
MENDES, E. (Org.). Diálogos interculturais: ensino e formação em português língua estrangeira. Campinas: Pontes, 2011.
EDU 609 Introdução à Educação T 45
Estudo dos conceitos da educação em suas várias dimensões; o caráter interdisciplinar do fenômeno educativo com ênfase na educação brasileira.
BIBLIOGRAFIA:
ARANHA, Maria L. Arruda. Filosofia da Educação. São Paulo: Moderna, 1989.
CURY, Jamil. C. R. Educação e Contradição. São Paulo: Cortez,1986.
FERNANDEZ ENGUITA, Mariano. A Face Oculta da Escola. Porto Alegre: Artes Médicas, 1989.
FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler. São Paulo: Cortez, 1997.
FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia. São Paulo: Ed. Paz e Terra, 1998.
GADOTTI, Moacir. História das Idéias Pedagógicas. São Paulo: Ed. Ática.
LUCKESI, Cipriano. Filosofia da Educação. São Paulo: Cortez, 1992.
MEKSENAS, Paulo. Sociologia. São Paulo: Cortez, 1994.
NIDELCOFF, M. Teresa. Uma Escola para o Povo. São Paulo: Brasiliense, 1985.
EDU591 Educação Inclusiva especial e políticas educacionais TP 45
A educação especial e sua inserção no contexto do sistema educacional brasileiro. As políticas públicas de inclusão, abordagens e tendências. Aspectos éticos e educacionais na inclusão de pessoas com deficiência na escola, na família e na comunidade.
BIBLIOGRAFIA:
BAPTISTA, Claudio Roberto (org.). Inclusão e escolarização: Múltiplas perspectivas. Porto Alegre: Mediação, 2006.
BEYER, Hugo Otto. Inclusão e Avaliação na escola: de alunos com necessidades educacionais especiais. Porto Alegre: Mediação, 2005.
MONTOAN, Maria Teresa Eglér. Inclusão escolar: O que é? Por quê? Como fazer? São Paulo: Moderna, 2003 (coleção Cotidiano escolar).
PACHECO, José. Caminhos para a Inclusão: um guia para o aprimoramento da equipe escolar. Porto Alegre: Artmed, 2007.
MAZZOTTA, M.J.S. Educação Especial no Brasil: História e políticas públicas. São Paulo: Cortez, 1996.
CARVALHO, Rosita Edler. Educação Inclusiva: com os pingos nos “is”. Porto Alegre, Mediação, 2009.
EDU618 Psicologia da Educação TP 60
A psicologia e o conhecimento científico. Estudo do desenvolvimento psicossocial da criança e do adolescente. Estudo do processo de aprendizagem da criança e do adolescente.
BIBLIOGRAFIA:
COLL, C.; PALACIOS, J.; MARCHESI, Á. Desenvolvimento psicológico e educação. 2. ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 2009.
NUNES, A.; SILVEIRA, R. Psicologia da Aprendizagem: processos, teorias e contextos. Brasília: Liber Livro, 2009.
SANTOS, M.; XAVIER, A.; NUNES, A. Psicologia do Desenvolvimento: teorias e temas contemporâneos. Brasília: Liber Livro, 2009.
ALENCAR, Eunice S. de. Novas contribuições da psicologia aos processos de ensino. São Paulo: Cortez,1998.
CARRETERO, Mario. Construtivismo e Educação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1993.
COLL, César et all. Psicologia do ensino. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.
CUNHA, M. V. Psicologia da Educação. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.  
EDU387 Sociologia e Educação I TP 45
Matrizes do pensamento sociológico e as diferentes análises do fenômeno educacional. O Estado, a estrutura social e suas relações com a educação.
  BIBLIOGRAFIA:
BRANDÃO, Zaia (org.). A crise dos paradigmas e a educação. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1995.
BUFFA, E., ARROYO, M. & NOSELLA, Paulo. Educação e cidadania: quem educa o cidadão? São Paulo: Cortez, 1993.
CARNOY, Martin. Educação, economia e estado. São Paulo: Cortez, 1990.
DEMO, Pedro. Política social, educação e cidadania. Campinas: Papirus, 1994.
DURKHEIM, Emile. Educação e sociologia. São Paulo; Melhoramentos, 1967.
FERRETI, Celso João (org.). Novas tecnologias, trabalho e educação: um debate multidisciplinar. Petrópolis: Vozes, 1996.
FERRETI, Celso João et alli. Utopia e democracia na educação cidadã. Porto Alegre: Ed. UFRGS/Sec. Munic. De Educaçã, 2000.
FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir. 23 ed. Rio de Janeiro: Vozes, 1997.
FREITAG, Bárbara. Escola, Estado e Sociedade. São Paulo: Ed. Moraes, 1986.  
EDU 593 Relações Étnico-raciais na escola TP 45
A identidade como produção social e histórica. Raça e etnia. Democracia racial. O etnocentrismo. Ideologia do recalque nos currículos, materiais pedagógicos e práticas escolares.
BIBLIOGRAFIA:
ABRAMOVAY, M; CASTRO, M.G. Relações raciais na escola: reprodução de desigualdades em nome da igualdade. Brasília: Editora Unesco, 2006.
CAVALLEIRO, Elaine. Racismo e anti-racismo na educação: repensando a nossa escola. São Paulo: Selo Negro, 2003.
BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana, 2008.
MUNANGA, Kabengele (Org.) Superando o racismo na escola. Brasília: Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental, 1999.
SILVA, Mozart Linhares da. Educação, etnicidade e preconceito no Brasil. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2007.  
EDU 321 Didática I TP 60
A natureza da prática pedagógica escolar: condicionantes sócio-políticos. A importância da Didática na formação do professor. Objeto de estudo da didática: o processo ensino-aprendizagem. A relação Currículo-Didática. Estruturação da dinâmica da prática pedagógica:  o processo planejamento.  Avaliação:  aspectos pedagógicos, políticos e teórico-metodológicos. Visão crítica do uso de tecnologias da educação.
BIBLIOGRAFIA:
BECKER, Fernando. A Epistemologia do professor: o cotidiano da escola. Petrópolis: Rio de Janeiro: Vozes, 1993.
GIROUX, Henry. Pedagogia Radical: subsídios. São Paulo: Ed. Cortez, 1983.
HOFFMANN, Jussara Maria Lerch. Avaliação mediadora: uma prática em construção da pré-escola à Universidade. Porto Alegre:Educação e Realidade, 1993.
HOFFMANN, Jussara Maria Lerch. Avaliação, mito e desafio: uma perspectiva construtivista. Porto Alegre: Mediação, 1995.
LIBANEO, José Carlos. Democratização da escola pública, a pedagogia crítico-social dos conteúdos. S. Paulo: Loyola, 1985.
LIBANEO, José Carlos. Didática. São Paulo: Ed. Cortez, 1994.
SAVIANI, Dermeval. Escola e Democracia. Campinas: Autores Associados, 1995.
SAVIANI, Dermeval. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 3. ed. São Paulo: Cortez, 1992.
EDU115 Políticas Públicas e Gestão Educacional T 60
Política e gestão: fundamentos. Modelos de gestão: sistemas de educação e implicações sociológicas. Gestão política e pedagógica da escola. Implicações da Escola na atualidade. Políticas Públicas de Atendimento à Educação Básica do Campo.
BIBLIOGRAFIA:
AGUIAR, Márcia Ângela da S. (Org.). Gestão da educação: impasses, perspectivas e compromisso. São Paulo: Cortez, 2008.
ABRANCHES, Mônica. Colegiado escolar: espaço de participação da comunidade. São Paulo: Cortez, 2006. AZEVEDO, José Clóvis. (Org.). Utopia e democracia na educação cidadã. Porto Alegre: UFRGS, 2000.
BITTAR, Mariluce; OLIVEIRA, João Ferreira de. (Orgs). Gestão e Políticas da Educação. Rio de Janeiro: DP&A, 2004.
FERREIRA, Naura S. Carapeto; AGUIAR, Maria Ângela de S. (Org.). Gestão da Educação: impasse, perspectivas e compromissos. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2001.
LIBÂNEO, José Carlos; OLIVEIRA, João Ferreira de; TOSCHI, Mirza Seabra. Educação Escolar: políticas, estrutura e organização. São Paulo: Cortez, 2007.
MELLO, Guiomar Namo de. Políticas públicas de educação. Estudos Avançados. n. 13 , p. 7-48, set.-dez. 1991.
EDU590 Prática Educativa I: Vivência escolar no Ensino Fundamental II TP 60
Elaborar e executar um plano de trabalho com o objetivo de acompanhar o planejamento, desenvolvimento e avaliação da dinâmica da gestão pedagógica e experiências educativas de uma escola (Ensino Fundamental II).
BIBLIOGRAFIA:
PIMENTA, S.G.; GHEDIN, E. Professor reflexivo no Brasil: gênese e crítico de um conceito. São Paulo: Cortez, 2002.
LIMA, Alcimar Alves de Souza; Esméria Rovai. Escola como desejo de movimento: novos paradigmas, novos olhares para a educação. São Paulo: Cortez, 2015.
RIBEIRO, Arilda Ines Miranda; MENIN, Ana Maria da Costa Santos. (Orgs.). Formação do gestor educacional, necessidades da ação coletiva e democrática. São Paulo: Artes e Cia, 2005.
DAUBEN, Angela Imaculada Loureiro de Freitas. Conselho de classe e avaliação, perspectivas na gestão pedagógica da escola. 3. ed. Campinas: Papirus, 2004.
CASTRO, Patrícia Aparecida Pereira Penkal; TUCUNDUVA, Cristiane Costa; ARNS, Elaine Mandelli. A importância do planejamento das aulas para a organização do trabalho do professor em sua prática docente. Atena. Revista Científica de Educação, v. 10, n. 10, jan./jun. 2008.
DALMÁS, Ângelo. Planejamento participativo na escola. 14. ed. Petrópolis: Vozes, 2008.
GANDIN, Danilo. A prática do planejamento participativo: na educação e em outras instituições, grupos e movimentos dos campos cultural, social, político, político religioso e governamental. 15. ed. Petrópolis: Vozes, 2008.
EDU592 Prática Educativa II:  Vivência escolar no Ensino Médio TP 60
Elaborar e executar um plano de trabalho com o objetivo de acompanhar o planejamento, desenvolvimento e avaliação da dinâmica da gestão pedagógica e experiências educativas de uma escola (Ensino Médio).
BIBLIOGRAFIA:
PADILHA, R. P. Planejamento dialógico: como construir o projeto políticopedagógico da escola. São Paulo: Cortez; Instituto Paulo Freire, 2001.
SANT'ANNA, F. M.; ENRICONE, D.; ANDRÉ, L.; TURRA, C. M. Planejamento de ensino e avaliação. 11. ed. Porto Alegre: Sagra / DC Luzzatto. 1995.
VASCONCELLOS, Celso dos S. Planejamento: Projeto de Ensino-Aprendizagem e Projeto Político-Pedagógico. 7. ed. São Paulo. 2000. VASCONCELLOS, Celso dos S. Planejamento: plano de ensino-aprendizagem e projeto educativo. São Paulo: Libertad. 1995.
VEIGA, I. P. (Org.). Projeto político-pedagógico da escola: uma construção possível. 13. ed. Campinas: Papirus, 2001.
EDU594 Prática Educativa III: Avaliação das metodologias de ensino de língua portuguesa e suas literaturas TP 60
Estudo das metodologias de ensino de língua portuguesa e literaturas. Avaliação das metodologias e abordagens teóricas do ensino de língua materna propostas pelos PCN e outros documentos oficiais. Observação da metodologia aplicada em situações reais de ensino de língua portuguesa e literaturas.
BIBLIOGRAFIA:
BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais. 2. ed. Rio de Janeiro: DP & A Editora, 2000.
BRITO, E. PCNs de Língua Portuguesa: a prática em sala de aula. São Paulo: Arte & Ciência, 2003.
FRANCO, Â. Metodologia de ensino: Língua Portuguesa. Belo Horizonte: Lê, 1997.  
EDU595 Prática Educativa IV: Avaliação das metodologias de ensino de Língua Espanhola e suas literaturas TP 60
Estudo das metodologias de ensino de língua estrangeira, apresentação dos diferentes métodos, técnicas e meios utilizados para o ensino de línguas estrangeiras. Diferentes concepções de ensino de língua estrangeira e a percepção da identidade cultural. Avaliação das metodologias e abordagens teóricas do ensino de língua estrangeira propostas pelos PCN e outros documentos oficiais. Observação da metodologia aplicada em situações reais de ensino de Língua Espanhola e literaturas e socialização das observações feitas em escola campo de estágio.
BIBLIOGRAFIA:
BORDENAVE, J. D.; PEREIRA, A. M.. Estratégias de ensino-aprendizagem. Petrópolis: Vozes, 2008.
CAMILLONI, ET. AL. La evaluación del aprendizaje en el debate didáctico contemporáneo. Buenos Aires, Paidós, 1998.
GANDIN, D.; CRUZ, C. H. C. Planejamento na sala de aula. Petrópolis: Vozes, 2006.
GARCÍA SANTA CECÍLIA, Álvaro. El currículo de español como lengua extranjera. Madrid, Edelsa, 1995.
MELERO ABADÍA, Pilar. Métodos y enfoques en la enseñanza /aprendizaje de E/LE. Madrid: Edelsa, 2000.
SÁNCHEZ PÉREZ, Aquilino. Enseñanza y aprendizaje en la clase de idiomas. Madrid: Sociedad General Española de Libreria, 2004. .
DLA117 Prática Educativa V: Avaliação, desenvolvimento e aplicação de material didático (ensino de Língua Espanhola e suas Literaturas) TP 45
Análise de material e recursos didáticos utilizados no ensino de Língua Espanhola e Literaturas. Observação da utilização desses recursos em situações reais de ensino. Elaboração de material e recursos didáticos para utilização numa sequência didática tendo em vista uma situação real de ensino aprendizagem.
BIBLIOGRAFIA: S
CHEYERL, Denise; SIQUEIRA, Sávio. (Orgs.). Materiais didáticos para o ensino de línguas na contemporaneidade: contestações e proposições. Salvador: EDUFBA, 2012.
LEFFA, V. J.. Produção de materiais de ensino: prática e teoria. 2. ed. Pelotas: Educat, 2008.
COSSON, R. Letramento literário: teoria e prática. São Paulo: Contexto, 2009.
CRISTÓVÃO, V. (Org.). O livro didático de língua estrangeira: múltiplos olhares. Campinas: Mercado de Letras, 2009.
VETROMILLE-CASTRO, R.; HEEMAN, C.; FIALHO, V. R. (Orgs.). Aprendizagem de Línguas - a presença na ausência. Pelotas: EDUCAT, 2012.
ZILBERMAN, Regina. Estética da recepção e história da literatura. São Paulo: Ática, 1989.
D’AQUINO HILT, Alessandra. Analizar material didáctico: una propuesta práctica. Revista IDEAS (FH-Heilbronn), n. 1, marzo de 2005.  
DLA118 Prática Educativa VI: Avaliação, desenvolvimento e aplicação de material didático (ensino de Língua Portuguesa e suas Literaturas) TP 45
Análise de material e recursos didáticos utilizados no ensino de Língua Portuguesa e Literaturas. Observação da utilização desses recursos em situações reais de ensino. Elaboração de material e recursos didáticos para utilização numa sequência didática tendo em vista uma situação real de ensino aprendizagem.
BIBLIOGRAFIA:
CORACINI, M. J. (Org.). Interpretação, autoria e legitimação do livro didático. São Paulo: Pontes, 1999.
ANTUNES, Irandé. Aula de português: encontro e interação. São Paulo: Parábola Editorial, 2003.
CHIAPINI, Ligia (org.) Aprender e ensinar com textos. São Paulo. Cortez, 1999. (v.1,2,3,4).
POSSENTI, Sírio. Por que (não) ensinar gramática. Capinas: Mercado de Letras, 1996.
CEREJA, W.R. Ensino de literatura: uma proposta dialógica para o trabalho com literatura. São Paulo: Atual, 2005.
DIONÍSIO, A. P. & BEZERRA, M. A. (Orgs.). O livro didático de português. Rio de Janeiro: Lucerna, 2002.
SCHNEWLY, B; DOLZ, J. Gêneros orais e escritos na escola. 2. ed. Campinas: Mercado de Letras, 2010.
FREITAS, Bárbara et al. O livro didático em questão. São Paulo: Cortez, 1988.
ZILBERMAN, Regina; SILVA Ezequiel Theodoro. Literatura e pedagogia, ponto e contraponto. São Paulo: Global, 2008.
ZILBERMAN, Regina. A leitura e o ensino da literatura. São Paulo: Contexto, 1991.  
DLA123 Prática Educativa VII: Tecnologias Digitais da Informação e da Comunicação e o Ensino de Língua e Literatura TP 75
Estudo das tecnologias digitais em rede e sua inserção na práxis pedagógica. Avaliação de espaços de recursos digitais desenvolvidos para o ensino-aprendizagem de língua e literaturas. Elaboração de uma sequência didática voltada para o ensino de língua e literatura tendo como recurso didático básico as tecnologias digitais em rede.
BIBLIOGRAFIA:
ROJO, R. Letramentos múltiplos: escola e inclusão social. São Paulo: Parábola, 2009.
LEFFA, V. J. Aprendizagem mediada por computador à luz da Teoria da Atividade. Calidoscópio, São Leopoldo, v. 3, n. 1, p. 21-30, 2005.
MARCUSCHI, Luís Antônio & XAVIER, Antônio Carlos. (Orgs.). Hipertexto e gêneros digitais: novas formas de construção de sentido. 2. ed. Rio de Janeiro: Lucerna, 2005.
CASTELLS. Manuel. A Sociedade em rede.  6. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2005.
ARAÚJO, J.C (Org.). Internet & Ensino: novos gêneros, outros desafios. Rio de Janeiro: Lucerna, 2007.
EDU596
Estágio I em Língua Espanhola: Observação TP 75
Observação e estudo diagnóstico da prática docente e da estrutura e funcionamento do espaço no qual será aplicado o projeto de estágio. Sistematização e discussão das informações levantadas. Planejamento e elaboração de um projeto didático com vistas à aplicação em Estágio Supervisionado II em Língua Espanhola, dimensionando todas as etapas de sua execução.
BIBLIOGRAFIA:
BARREIRO, Iraíde Marques de Freitas; GEBRAN, Raimunda Abou. Prática de ensino e estágio supervisionado na formação de professores. São Paulo: Avercamp, 2006. Araraquara: Junqueira & Marin, 2008.
CELANI, M. A. A. (orgs). Professores e formadores em mudança: relato de um processo de reflexão e transformação da prática docente. Campinas, SÃO Paulo: Mercado das Letras, 2002.
SÁNCHEZ PÉREZ, Aquilino. Enseñanza y aprendizaje en la clase de idiomas. Madrid: Sociedad General Española de Libreria, 2004.
LIMA, D,C. (Org.). Ensino e aprendizagem de Língua Espanhola: conversa com especialistas. São Paulo: Parábola Editorial, 2009. PERRENOUD, Philippe. Novas competências para ensinar. Porto Alegre: Artes Médicas, 2000. PIMENTA, Selma Garrido. Estágio e Docência. São Paulo; Cortez, 2004.
LEFFA, Vilson J. Metodologia do ensino de línguas. In BOHN, H. I.; VANDRESEN, P. Tópicos em lingüística aplicada: O ensino de línguas estrangeiras. Florianópolis: Ed. da UFSC, 1988. p. 211-236.  
EDU597 Estágio I em Língua Portuguesa: Observação TP 75
Observação e estudo diagnóstico da prática docente e da estrutura e funcionamento do espaço no qual será aplicado o projeto de estágio. Sistematização e discussão das informações levantadas. Planejamento e elaboração de um projeto didático com vistas à aplicação em Estágio Supervisionado II em Língua Portuguesa, dimensionando todas as etapas de sua execução.
BIBLIOGRAFIA: MEC. Orientações curriculares para o Ensino Médio. Linguagens, códigos e suas tecnologias. Brasília:MEC/SEF, 2000. BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Língua Portuguesa. Brasília:MEC/SEF, 2000. MEC. Matrizes de Referência, Tópicos e Descritores. Brasília: 2007. BRASIL.
EDU598 Estágio II em Língua Espanhola: Docência em LE no ensino fundamental P 100
Orientação e execução de projeto de ensino visando à intervenção pedagógica através da regência em espaço formal de aprendizagem. Reflexão e avaliação do Estágio Supervisionado II.    
BIBLIOGRAFIA:
BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: língua estrangeira / Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998.
BRASIL, Ministério da Educação. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Lei de Diretrizes e Bases. In: Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Médio Brasileiro. Ministério da Educação, 1999.
PIMENTA, Selma Garrido. O estágio na formação de professores: unidade teoria e prática? 4. ed. São Paulo: Cortez, 2001.  
EDU599 Estágio II em Língua Portuguesa: Docência de Língua Portuguesa no ensino fundamental P 100
Orientação e execução de projeto de ensino visando à intervenção pedagógica através da regência no Ensino Fundamental. Reflexão e avaliação do Estágio Supervisionado II.
BIBLIOGRAFIA:
MORAIS, Regis de. (Org). Sala de Aula, que espaço é esse? São Paulo. Papirus, 1997.
CANDAU, Vera Maria. et al. Ensinar e aprender: sujeito, saberes e pesquisa. DP&A Editora. Rio de Janeiro, 2000.
FAZENDA, I.C.A. A prática de ensino e o estágio supervisionado. 12. Ed. São Paulo: Papirus, 2006.
COSTA, D. N. M. Por que ensinar língua estrangeira na escola de 1º grau. São Paulo: EPUEDUC, 1987.
EDU645 Estágio III em Língua Espanhola: Planejamento de Estágio no ensino médio TP 75
Observação e estudo diagnóstico da prática docente e da estrutura e funcionamento do espaço no qual será aplicado o projeto de estágio. Sistematização e discussão das informações levantadas. Planejamento e elaboração de um projeto didático com vistas à aplicação em Estágio Supervisionado IV em Língua Espanhola, dimensionando todas as etapas de sua execução. Elaboração de um projeto de ensino dimensionando todas as etapas de sua execução e elaboração de material e recursos didáticos.
BIBLIOGRAFIA:
HERNÁNDEZ, Fernando; Ventura, Montserrat. A organização do Currículo por projetos de trabalho. 5. ed. Trad. Jussara Haubert Rodrigues. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.
ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso. A pesquisa no Cotidiano Escolar. In: FAZENDA, Ivani (Org.). Metodologia da Pesquisa Educacional. São Paulo: Cortez, 1997.
NÓVOA, Antonio. et al. Profissão Professor. 2. ed. Porto: Porto, 1999.
EDU646 Estágio III em Língua Portuguesa: Planejamento de Estágio no ensino médio TP 75
Observação e estudo diagnóstico da prática docente e da estrutura e funcionamento do espaço no qual será aplicado o projeto de estágio. Sistematização e discussão das informações levantadas. Planejamento e elaboração de um projeto didático com vistas à aplicação em Estágio Supervisionado IV em Língua Portuguesa, dimensionando todas as etapas de sua execução. Elaboração de um projeto de ensino dimensionando todas as etapas de sua execução e elaboração de material e recursos didáticos.
BIBLIOGRAFIA:
SCHNEUWLY, B.; DOLZ, J. et al. Gêneros orais e escritos na escola. Tradução e organização de R. H. R. Rojo e G. S. Cordeiro. Campinas: Mercado de Letras, 2004.
MEURER, J. L.; MOTTA-ROTH, D. Gêneros Textuais: subsídios para o ensino da linguagem. Bauru: Edusc, 2002.
VASCONCELLOS, Celso dos S. Planejamento: Projeto de Ensinoaprendizagem e Projeto Político Pedagógico. São Paulo: Libertad, 2001.
EDU647 Estágio IV em Língua Espanhola: Docência no ensino médio P 100
Orientação e execução de projeto de ensino visando à intervenção pedagógica através da regência no Ensino Médio. Reflexão e avaliação do Estágio Supervisionado IV. Apresentação de Portfólio Final dos Estágios Supervisionados.
BIBLIOGRAFIA: 
PAIVA, Vera L. M. O. Práticas de ensino e aprendizagem de Espanhol com foco na autonomia. Belo Horizonte: Faculdade de Letras da UFMG, 2004.
BARROS, Cristiano Silva de; COSTA, Elzimar Goettenauer Marins de (Orgs.). Espanhol: ensino médio. Brasília: Ministério de Educação, Secretaria de Educação Básica, 2010.
SERRANI, Silvana. Discurso e cultura na aula de língua. Currículo–Leitura– Escrita. Campinas: Pontes, 2005.  
EDU648 Estágio IV em Língua Portuguesa: Docência no ensino médio P 100
Orientação e execução de projeto de ensino visando à intervenção pedagógica através da regência no Ensino Médio. Reflexão e avaliação do Estágio Supervisionado IV. Apresentação de Portfólio Final dos Estágios Supervisionados.
BIBLIOGRAFIA:
BUNZEN, C. (Org.). Português no Ensino Médio e Formação de Professor. São Paulo: Parábola, 2006.
SOUZA, Elizeu Clementino de. O conhecimento de si: estágio e narrativas de formação de professores. Rio de Janeiro: DP&A; Salvador, BA:UNEB, 2006.
PASSEGGI, Maria da Conceição; BARBOSA, Tatyana Mabel Nobre Barbosa (Orgs.). Memórias, memoriais: pesquisa e formação docente. Natal: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2008.
DLA127 TCC I: Elaboração de Projeto de Pesquisa TP 45
Elaboração do projeto de pesquisa com base nas normas da ABNT e de acordo com o Regimento Interno para Elaboração do Projeto, Execução da Pesquisa e Apresentação do Trabalho de Conclusão do Curso de Letras - Português e Espanhol da UEFS.
BIBLIOGRAFIA:
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Normas ABNT sobre documentação. Rio de Janeiro: ABNT, 2002. FERRAREZI Jr., C. Guia do trabalho científico. São Paulo: Contexto, 2011.
SEVERINO, A.J. Metodologia do trabalho científico. São Paulo: Cortez, 1991.
VIEIRA, S. Como escrever uma tese. São Paulo: Pioneira, 1996.
AGUIAR, Vera Teixeira; PEREIRA, Vera Wanmacher. (Orgs.). Pesquisa em letras. Porto Alegre: EDPUCRS, 2007.    
DLA132 TCC I: Pesquisa Orientada I: Desenvolvimento da pesquisa P 45
Orientação e supervisão da pesquisa com vista à execução do trabalho final de acordo com o Regimento Interno para Elaboração do Projeto, Execução da Pesquisa e Apresentação do Trabalho de Conclusão do Curso de Letras - Português e Espanhol da UEFS.
BIBLIOGRAFIA: A bibliografia dependerá do projeto de pesquisa a ser desenvolvido.
DLA136 TCC 3: Pesquisa Orientada II: Elaboração do trabalho final P 60
Orientação e supervisão da pesquisa com vista à execução do trabalho final. No final da disciplina o aluno deverá apresentar o trabalho final concluído de acordo com o Regimento Interno para Elaboração do Projeto, Execução da Pesquisa e Apresentação do Trabalho de Conclusão do Curso de Letras-Português e Espanhol da UEFS, para uma banca previamente estabelecida.
BIBLIOGRAFIA: A bibliografia dependerá do projeto de pesquisa a ser desenvolvido.
Recomendar esta página via e-mail: